Entre em contato

Mande uma mensagem e saiba como Adquirir um produto Welle Laser.

 20/07/2016

Welle Laser S/A recebe aporte financeiro da WPA (WEG Participações)

Welle Laser S/A recebe aporte financeiro da WPA

A Welle Laser S/A, lílder nacional em fabricação de máquinas laser, foi recentemente investida pela WPA, holding controladora do Grupo WEG, de Jaraguá do Sul.

Criada em 2008 pelos irmãos Rafael e Gabriel Bottós, em Florianópolis a Welle Laser tornou-se líder nacional na fabricação de equipamentos laser para a indústria. Após quase uma década desde sua fundação, a empresa acumulou prêmios e conquistou importantes clientes no mercado, com soluções de marcação, corte e solda a laser. Eleita como “A Empresa que Mais Cresce no Brasil” em 2014 pela revista Exame PME / Deloitte, hoje a Welle está consolidada como líder nacional no mercado de máquinas de marcação a laser, com mais de 400 máquinas operando em clientes de vários setores da indústria.

“Vislumbramos na empresa Welle Laser um enorme potencial de desenvolvimento, por sua tecnologia e diferenciação, e estamos muito confiantes com o futuro da empresa. Vamos trabalhar muito para juntos atingirmos nossos objetivos” – Sergio Schwartz, membro do Conselho de Administração da Welle.

Com o investimento e colaboração dos novos integrantes do quadro societário, a empresa Welle Laser buscará crescimento de sua participação no mercado com novos produtos de alta tecnologia e integrados aos mais modernos conceitos da Indústria 4.0 ou, mais conhecida como Manufatura Avançada. Atualmente a empresa fabrica equipamentos no Brasil e é líder no segmento de marcação a laser. Recentemente lançou sua linha de máquinas de corte a laser de chapas metálicas, a primeira empresa do país a colocar a disposição do mercado um equipamento capaz de competir com as grandes marcas mundiais, inclusive com a produção de sua própria fonte laser. Prova de sua incessante busca por inovação e qualidade, oferece duas opções de lasers de corte, a consagrada tecnologia do laser de fibra, e a DIRECT FIBER, considerada como a terceira geração dos lasers, a qual permite cortar chapas de espessuras variadas com qualidade superiores aos lasers de CO2 com a robustez dos Lasers de Fibra.

“O futuro da manufatura em todo o mundo precisará de tecnologias mais flexíveis, econômicas e sustentáveis. A tecnologia laser com certeza é uma delas e vislumbramos na Welle Laser o que há de mais moderno no segmento. Acreditamos muito no potencial da companhia e vamos utilizar a nossa experiência para avançar no mercado nacional e internacional” – Umberto Gobbato, membro do Conselho de Administração da Welle.

O objetivo da empresa para os próximos anos é estabelecer sua participação no mercado de corte e solda, conquistando novos clientes que prezam por equipamentos com qualidade, melhor suporte técnico e opções que podem ser financiadas pelos programas de apoio oferecidos pelo BNDES (exemplo FINAME). Na área de marcação e rastreabilidade, a meta é avançar no campo de máquinas “inteligentes” que carregam sistemas de comunicação e permitem predizer possíveis problemas do equipamento, evitando perdas e paradas inesperadas das linhas produtivas. A conquista do mercado internacional também faz parte dos planos, uma vez que hoje conta com uma forte parceria com Instituto Fraunhofer, na Alemanha, e uma filial na Suiça.

automacao, automação, integracao, integração, maquinas inteligentes, internet das coisas, internet of things, iot, smart machines

“Nosso objetivo está voltado para expansão das linhas de produtos com os mais altos padrões de qualidade e robustez. Queremos avançar de forma sustentável e desenvolver no Brasil tecnologias para o mercado mundial.” afirma Rafael M. Bottós, CEO | Presidente da Welle Laser, em nota publicada na coluna de Estela Benetti, Diário Catarinense.

Os objetivos da nova jornada da Welle são grandes, mas a empresa já mostrou que tem capacidade para superar os desafios que surgem no caminho. Em 2016, sua projeção de crescimento é de aproximadamente 20%, refletindo um novo clima de mudanças positivas da economia brasileira para os próximos anos.